Masturbação no parceiro: descubra todos os segredos desta prática

January 13, 2016

Muitas mulheres têm vergonha de masturbar o parceiro por falta de experiência ou medo de desagradar. Porém, a brincadeira faz parte das preliminares e não deve ser deixada de lado, já que ajuda a esquentar (e muito) o clima e aumentar o prazer de ambos. Além disso, se for bem feita, dificilmente será esquecida...

 

O primeiríssimo passo é umedecer as mãos. Aplique um pouco de lubrificante na palma e espalhe pelos dedos, incluindo o dedão. Se tanto a sua mão quanto o pênis dele estiverem muito secos, a masturbação pode se tornar dolorida. Se não tiver lubrificante disponível na hora, use um pouco de saliva (se isso não incomodar vocês).

 

A masturbação tem começo, meio e fim. Não adianta iniciar com um movimento já intenso, pois isso não será prazeroso para ele ou para você e cansará seu punho muito rapidamente. Muitas mulheres não aguentam masturbar o parceiro por muito tempo porque já começam no ritmo acelerado. Portanto, comece devagar e vá criando a expectativa. Aumente a intensidade aos poucos conforme sentir que a excitação do parceiro está crescendo (e a sua também).

 

Comece massageando suavemente o órgão, correndo as mãos da ponta à base, porém sem pressionar muito, apenas para deixar o pênis ereto. Você pode rotacionar um pouco o punho para não manter o movimento totalmente monótono.

 

Se conseguir, mexa nos testículos com uma mão e masturbe-o ao mesmo tempo com a outra mão. Nesse primeiro momento, prefira o toque leve e provocativo. Você pode inclusive usar as unhas para estimular os testículos, mas usando o mínimo de pressão.

 

A masturbação se torna mais interessante com a expectativa. Não comece com movimentos intensos: vá aumentando o ritmo conforme o clima.

Uma vez ereto, é preciso encontrar um ritmo. A principal dica é nunca diminuir esse ritmo, apenas aumentar, além de pegar um pouco mais firme na pegada ritmada

Neste ponto, seu parceiro deve estar bem excitado. Se você parar ou diminuir o ritmo, provavelmente irá desestimulá-lo.

 

É possível brincar um pouco com os movimentos, trocar a pegada (por cima ou por baixo), intercalar a mão esquerda com a direita, enfim, usar a imaginação para fugir da monotonia, mas sem voltar para a estimulação suave do início.

 

O último ponto é da estimulação mais rápida e intensa, que levará ao orgasmo, deixando seu parceiro repleto de prazer. Masturbação também faz parte do sexo, aproveite e faça esse momento íntimo inesquecível para o ser amado!

Please reload

Featured Posts

Gatas em dobro

February 21, 2020

1/3
Please reload

Recent Posts

February 21, 2020

January 15, 2020

December 5, 2019

September 23, 2019

Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags